Orkut promete uma nova rede social

Facebook, Instagram, Twitter, WhatsApp, Snapchat, Youtube, TikTok, LinkedIn, Pinterest. Um monte de redes sociais está povoando nossas vidas hoje: algumas bem segmentadas, outras de objetivos profissionais, e ainda outras de pura diversão, além daquelas que permitem textão e as que exigem concisão nas postagens.

Mas, os mais velhos internautas têm saudade daquela que foi o primeiro fenômeno de comunicação em rede: o Orkut. O nome é presente que até crianças e jovens que não estiveram conectadas nele sabem algo a respeito. Quem diria que já teríamos redes sociais históricas. Ou pré-históricas.

Mas a verdade é que o criador da plataforma, Orkut Büyükkökten, reativou o endereço do site (orkut.com) e postou um comunicado em que afirma estar construindo algo novo que será apresentado brevemente ao mundo. Assim, não se sabe se Orkut conforme conhecíamos, mas algo está por vir!

Orkut promete uma nova rede social

Facebook, Instagram, Twitter, WhatsApp, Snapchat, Youtube, TikTok, LinkedIn, Pinterest. Um monte de redes sociais está povoando nossas vidas hoje: algumas bem segmentadas, outras de objetivos profissionais, e ainda outras de pura diversão, além daquelas que permitem textão e as que exigem concisão nas postagens.

Mas, os mais velhos internautas têm saudade daquela que foi o primeiro fenômeno de comunicação em rede: o Orkut. O nome é presente que até crianças e jovens que não estiveram conectadas nele sabem algo a respeito. Quem diria que já teríamos redes sociais históricas. Ou pré-históricas.

Mas a verdade é que o criador da plataforma, Orkut Büyükkökten, reativou o endereço do site (orkut.com) e postou um comunicado em que afirma estar construindo algo novo que será apresentado brevemente ao mundo. Assim, não se sabe se Orkut conforme conhecíamos, mas algo está por vir!

7 tópicos sobre o Orkut e comparação com as redes sociais que acessamos

O Orkut foi lançado em 2004 e, em sua existência, teve aproximadamente 30 milhões de usuários no Brasil. Os adeptos do Orkut compartilhavam um pouco de suas vidas de uma forma diferente do que estamos acostumados hoje. Veja!

1.    Funcionamento

Era semelhante aos feeds do Facebook e do Instagram funcionando como um misto de página pessoal e depoimentos.

2.    Comunidades

Suas conversas eram centradas em comunidades no estilo fórum. Havia comunidades dos mais variados temas, desde as que reuniam pessoas por gostos, tribos, características pessoais até as que ajudavam a resolver problemas com o computador ou passar fases nos jogos. As fan pages do Facebook são uma herança das comunidades do Orkut.

3.    Scraps

Com este nome, as mensagens deixadas no Orkut eram conhecidas. Era comum ouvir: “Me manda um scrap no Orkut”. Mas a página não era bloqueada e você acabava recebendo scraps indesejados.

4.    In box

Os scraps postados podiam ser públicos ou privados como quando se envia uma mensagem inbox no Face ou no Insta. Os depoimentos que eram um tipo de textão tinham de ser aprovados pelo destinatário para que aparecessem publicados.

5.    Saudade

Antigos usuários reportam saudade do Orkut cujas comunidades eram agregadoras, enquanto que os dos atuais Facebook, Instagram e Twitter não se mostram afetivamente ligados a seus grupos, trocando para novas redes sociais sem sentir grande falta da anterior.

6.    Curtidas

Não existiam as curtidas – os “likes” –, mas o Orkut também media a popularidade de uma mensagem ou de um usuário. Havia um sistema de atributos para os usuários cujo perfil podia ser marcado como sexy, confiável e legal, representados na página de cada um por meio de ícones, votados anonimamente. Hoje a expressão seguidores entra nesse universo, mas não era um conceito usado naquela rede social.

7.    Diversão

O Orkut oferecia jogos como o mais famoso que se chamava Colheita Feliz era acessado por todo mundo. Tratava-se de um simulador de fazenda: plantavam-se legumes, cuidava-se de animais e podia ajudar e interagia com seus vizinhos ajudando-os ou atrapalhando-os. Outro era o BuddyPoke em que se criava um avatar com seu jeito e permitia interação com os avatares dos outros mudando, inclusive, o estado de humor do seu. O Facebook oferece um número enorme de jogos linkados com outras plataformas e que nem são diretamente relacionados a ele.

Causas da queda do Orkut

Há muitas especulações sobre o porquê do fim do Orkut em 2014. É sabido que o aparecimento do Facebook e do Twitter foi provocando a migração de muitos usuários para essas redes e abandonando aquela.

Segundo o fundador dessa rede social, Orkut Büyükkökten, é essencial “…inovar sempre e manter-se em contato com as gerações, padrões de uso e temas sensíveis à comunidade. As redes sociais que não evoluem ao longo do tempo correm o risco de ficar desatualizadas ou irrelevantes”.

Isso deixa claro que as novas redes traziam inovações que o Orkut não oferecia. Uma característica do Orkut era ser uma rede social nacional e as demandas de contatos com o mundo eram procuradas pelos usuários que encontraram no Facebook rapidamente e passaram a acessá-lo, então.

O Google que detinha o Orkut passou a dar atenção a outros produtos e o Orkut foi perdendo a hegemonia e predomínio conferidos como primeira rede social em nosso país

O que se promete com a volta do Orkut

A carta que o fundador do Orkut ofereceu à comunidade virtual na reativação do endereço da rede, no último 27 de abril, faz perceber que a intenção é trazer o espírito que acredita que tinha seu aplicativo e que falta, a seu ver, nas atuais redes sociais: “nossas opções para encontrar e construir conexões reais são poucas e bem escassas” e “nossas ferramentas online devem nos servir, não nos dividir”.

Há uma crítica ao comércio de dados nas plataformas causando, assim, medo e ansiedade. Contudo, com a movimentação econômica que essas redes sociais representam é difícil prever o que pode oferecer para fazer frente a elas.

Agora é esperar a promessa de Büyükkökten de uma rede que traga algo novo, com novidades em breve.

Gostou deste artigo? Fique por dentro de todas as novidades, cadastre o seu e-mail e comece a receber a nossa newsletter periodicamente!

Você conhece a Cintra Comunicação?

Cintra comunicação vai ajudar você e colocar seus produtos e/ou serviços no topo, pois reúne a experiência dos seus executivos de mais de 23 anos no mercado de publicidade e propaganda e na área de tecnologia da informação com foco no mundo digital.

Vamos impulsionar seu negócio e crescer juntos

Criatividade, planejamento, inovação, estratégia… todos são ingredientes da mesma receita chamada marketing. Inbound, outbound, digital, de conteúdo, remarketing… é tudo marketing e só tem um objetivo: fazer com que você e sua marca cheguem melhor e a mais pessoas.

Acesse nosso site: www.cintracomunicacao.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *